Os especialistas de imobiliaria em curitiba e toda região

, dizem que o setor da construção civil não passará ileso no ano de 2016, estima-se uma retração do Produto Interno Bruto (PIB) da Construção Civil em 5%, pelo menos. Este ano requer atenção e trabalho redobrado para as construtoras para venda de imóveis, lançamento de novos projetos, geração de caixa e readequação da estrutura da empresa.

E mais, em 2015 de cada 100 imóveis vendidos, 41 foram devolvidos para as construtoras, segundo dados da agência FITCH, o que representa um total de R$ 5 bilhões de reais voltando aos estoques das empresas.  Tudo indica que 2016 não será diferente de 2015. O relatório da FICHT estima que se 35% das unidades vendidas forem canceladas, os distratos irão alcançar a marca de R$ 6 bilhões de reais.

O principal motivo de tantas devoluções é a crise econômica instaurada do país, combinado com o aumento das taxas de juros, a restrição de crédito e o aumento da taxa de desemprego.

As empresas tentam, de todas as maneiras, evitarem novos distratos, facilitando a aquisição pelo comprador, por meio de financiamento direito ou troca por outro imóvel, o que nem sempre é possível.

Por conta disso, as empresas estão atrasando seus lançamentos e prejudicando diretamente a construção civil.