Os custos para a construção de casas ecológicas são muito parecidos com os gastos para fazer uma casa da maneira tradicional. É verdade que alguns sistemas podem exigir um elevado custo inicial, mas acabam por gerar economia ao longo do tempo, saiba tudo sobre venda de imoveis curitiba.

De acordo com as imobiliárias de Curitiba os fatores que definem uma casa sustentável são: eficiência energética, uso racional de água, preservação ambiental e preferência por materiais ecologicamente corretos.  Esse tipo de construção propõe soluções que reduzem os problemas ambientais, sem deixar de usar a tecnologia moderna. . As casas ecológicas consideradas mais baratas são:

-tijolos ecológicos: são blocos compostos por areia, resíduos de construção e passivos ambientais. O uso de tijolos ecológicos representa uma economia de até 60% no custo total da obra.

-casas adobe e superadobe: o tijolo de adobe é produzido com barro, misturado com palha – que ajuda no isolamento térmico. O Superadobe é feito a partir da mistura de sacos com terra comprimida, o que o torna bem mais resistente que o adobe comum.

-casas de COB: COB é uma mistura de areia, palha, argila e água até atingir o formato desejado.

-casas de pau a pique: conhecida como taipa é uma construção de um quadro de galhos, preenchido por uma trama de bambus ou outros galhos. O pau a pique é um dos tipos mais baratos de casas ecológicas.

-casas de madeira: depende muito do tipo de madeira utilizada, o mais importante é que ela seja certificada com origem legal e de reflorestamento.